Agente da Flórida minerando escondido

Segundo informações um gerente de TI do Departamento de Soluções da Flórida (FDC), estava utilizando os computadores do local para minerar criptomoedas.

Ele estava minerando Bitcoin e Litecoin, mas o aumento do custo de energia chamou a atenção sendo que as máquinas estavam sendo utilizadas sem permissão desde outubro de 2017.

Minerando escondido você será descoberto

Eu publiquei um post informando sobre uma fábrica abondonada na Russia que estava sendo utilizada para minerar criptomoedas.

Eu imagino que devam existir pessoas espalhadas pelo mundo “roubando” energia para minerar criptomoedas, mas cedo ou tarde a casa cai e as pessoas são presas.

Isso me lembra a pirataria de tvs a cabo e energia roubada de outras casas, é algo totalmente diferente, porém o processo ilícito é praticamente o mesmo.

Veja também = Playboy aceitando cryptomoedas

Como controlar quem está minerando escondido

Minerando escondido

Existem casos que a mineração é feita com sua autorização, por exemplo sistemas que utilizam a sua cpu para minerar criptomoedas e oferecem uma parte dos ganhos.

A questão do controle e punições de quem está minerando escondido deve ser vista com os olhos da lei, utilizando o que já existe no código penal.

Se parar para pensar como as penas dos crimes virtuais ainda são precárias, no caso do Brasil, dá para imaginar que leis para crimes criptográficos ainda estão muito distantes.

Agente da Flórida minerando escondido e o que vem por ai

Pensando na segurança podemos perceber que em brave não existirá mais dinheiro em caixas eletrônicos e o problemas de explosões nos bancos será resolvido.

Isso não impede que os bandidos pensem em outras maneiras de “roubar” e casos de roubo de energia são apenas o começo.

Em vez de aguardar o pior acontecer, os responsáveis pela segurança deveriam já pensar como acabar ou minimizar o risco de pessoas minerando escondido.

E você?

O que pensa sobre casos de roubo de energia?

Como você acha que o Brasil vai cuidar disso?

Participe !

Participe com seu comentário